Datasight-gestão-inteligência-de-negócios

E O MERCADO FINANCEIRO COMO INVESTIR?

Posted on Posted in Finanças, Mercado financeiro

O mercado financeiro é para muitos objeto de muitos preconceitos. Uns o julgam por parecer complexo, outros por não conhecerem bem suas possibilidades e acharem que ele se resume aos títulos, outros por julgarem que é um meio fácil de “ganhar dinheiro”, mesmo com o desconhecimento de como o fazer neste mercado. Como nós acreditamos que informação tem capacidade de modificar opiniões, desde que, fundamentada e estratégica, realizamos nesta semana um bate papo com um especialista neste mercado, o economista e assessor investimentos certificado pela CVM, associado a Lifetime Investimentos, Rennê Xavier**, nosso amigo e parceiro de longa data, com o objetivo de apresentar detalhes relevantes sobre este mercado. Por isso vamos direto a fala do nosso especialista:

Rennê, de forma bastante direta, qual a melhor forma de realizar investimentos no mercado financeiro?

O Brasil está passando por uma revolução na forma de investir dinheiro. Equivale à década de 70 nos EUA, quando 95% da população investia nos bancos mais populares, e por conta da queda da taxa de juros real americana, a população começou a procurar alternativas melhores  de investimento que dos bancos  mais populares, fortalecendo assim, a figura das corretoras de valores. A melhor forma hoje de se investir é através das corretoras independentes, pois elas conseguem trazer, através de um único cadastro, a opção de se investir em várias instituições financeiras, democratizando nossas aplicações, que ficavam antes restritas no banco ao qual você tinha conta.

A complexidade é normalmente um item que incomoda muito as pessoas, que costumam achar que o mercado financeiro é inacessível, isso é uma verdade? Ou os investimentos financeiros são acessíveis a qualquer público?

Desprezando um pouco a nossa velha Caderneta de Poupança, os investimentos são em certa parte acessíveis. No passado somente afortunados tinham acesso, e talvez por isso se tenha essa ideia de inacessibilidade até hoje.

Hoje, com 30 reais você consegue comprar um título público que não só rende mais que a poupança mas também mais segurança, e com os mesmos 30 reais você é capaz de comprar uma ação da Ambev, por exemplo, empresa que cresceu mais de 660% nos últimos 10 anos. Logicamente estamos falando de dois investimentos completamente diferentes, e possuem custos diferentes. Mas sim, o mercado financeiro vem se tornando mais acessível.

Um outro ponto interessante é como empresários e gestores financeiros parecem não ter muito contato com o mercado financeiro, para este público como podem melhor utilizar mercado financeiro? Por que devem acompanhar o mercado financeiro? E de que formas este mercado pode interferir nos negócios?

O mercado financeiro interfere direta e indiretamente na vida de muitas pessoas e muitas empresas. Acredito que todos saibamos como o dólar pode interferir em nossos negócios quando pensamos em importação e exportação, por exemplo. Mas existem outras variáveis importantes a serem analisadas desde a arroba do boi, que é importante para o produtor ter uma base de quanto ele poderia vender o seu rebanho e juros futuros, que indicam o “preço do dinheiro” no futuro (juros altos, empréstimos e financiamentos também altos). Mantemos contato direto com estas variáveis diariamente, muitas vezes não percebemos.

O mercado financeiro ajuda de diversas formas o nosso empresariado. Ele pode não só fazer investimentos para si, como também para a sua empresa. Alguns usam os investimentos financeiros para diversos objetivos dentro da empresa, como por exemplo: gestão mais eficiente do caixa, proteção contra oscilação do dólar (caso ele seja um importador ou um exportador), proteção contra oscilação de commodities agrícolas (caso seja um produtor rural), etc.

Conheço muitas empresas que estão estruturando a própria área de investimentos, porque descobriram a importância de dedicação a esse assunto.

Vamos imaginar um empresário, que importe muita matéria-prima em dólar.  Se o dólar subir perante o real sua mercadoria se encarece e ele seria obrigado a repassar o preço para o consumidor interno, mas como  provavelmente ele tem concorrentes e sabe que não pode mudar de preço da mercadoria final à medida que o dólar sobe ou desce, seria inviável. Uma das soluções seria comprar um direito de compra de dólar no futuro (Opção de compra), semelhante a um seguro de carro. Caso o dólar suba acima do preço combinado, no vencimento do contrato, o empresário exerce o direito de comprar um dólar caro a um preço mais barato, podendo assim compensar o encarecimento da  matéria prima, e caso o dólar caia, sua matéria-prima fica barata e ele paga apenas o direito que adquiriu.

Algo que todos desejam saber sobre o investimento no mercado financeiro é sobre os seus custos, muitos acham que é preciso muito dinheiro envolvido em transações assim, fale um pouco mais sobre Quais o custo de investir no mercado financeiro? Qual o custo de uma assessoria de investimentos? E se é seguro investir dessa forma?

Há alguns custos diretos e indiretos de se investir no mercado financeiro, assim como qualquer outro tipo de investimento. Alguns deles são: taxas de administração, em fundos e investimento; taxas de custódia, em renda fixa e renda variável; corretagens, em renda varável, e outros custos. Esses custos variam de acordo com a instituição financeira através da qual serão feitas as transações. Muitas pessoas não sabem, mas nos bancos tradicionais também se pagam taxas e posso afirmar que são bem mais caras que empresas independentes. Cabe ao investidor fazer uma pesquisa de mercado para pagar as menores taxas e os melhores serviços.

O Assessor de investimentos é o especialista, que vai auxiliar o investidor a aplicar seu dinheiro de acordo com seu perfil e objetivos de vida. E é extremamente seguro investir desta forma, inclusive acredito, que é até mais seguro, pois a pessoa tem um profissional a sua disposição, que vai entendê-lo por completo, não permitindo que ele caia em algum tipo de investimento longe do seu perfil.

Uma assessoria de investimentos não traz custo adicional ao cliente. Quando um ativo é comprado, por exemplo, um CDB 120% do CDI, esse investimento  já paga uma comissão ao assessor. Isso traz um círculo virtuoso, jogamos no mesmo time do cliente.

É bastante claro então, pela fala do nosso especialista, que  o mercado ofinanceiro não pode nem deve ser visto com tantos pré-conceitos, pois tem influência direta nos negócios e é um importante mercado regulador de alguns variáveis econômicas de muita importância, principalmente para os negócios. Desta forma, é muito importante, principalmente com a evolução desse mercado e de seus agentes, estar antenado as oscilações que nele acontecem e também buscar alternativas que possibilitem a diversificação do investimento, com sabedoria, segurança e principalmente estratégia, para os negócios, projetos e pessoas.

Esperamos ter contribuído informações que os levem as melhores decisões! Ficamos por aqui, deixando os contatos do nosso especialista que estará a disposição para maiores dúvidas e esclarecimentos. Esperamos tê-lo mais vezes em nosso Blog Rennê, você e toda a equipe da Life Time!

Grande abraço, e uma ótima semana de investimentos!

** Contatos Rennê Xavier – AAI

Assessor de Investimentos

Direct: +55(67) 3253-0488

Office: +55(67) 3213-7480

Mobile: +55(67) 8167-0106

renne.xavier@lftm.com.br